Jovens trabalhadores saem à rua

Ultimam-se os preparativos para a manifestação nacional dos jovens trabalhadores, pintam-se panos, juntam-se bandeiras, carregam-se megafones e pancartas para estar tudo pronto para dia 31 de março, no Porto e em Lisboa, às 15h00. Na capital a concentração vai ser no Campo das Cebolas e termina na Assembleia da República.
Esta ação acontece no dia a seguir em que o Governo toma posse. A Interjovem/CGTP-IN exige ao Governo medidas políticas e respostas efetivas que acabem com a precariedade, que a um posto de trabalho permanente corresponda um vínculo de trabalho efetivo, com os baixos salários, os horários desregulados e a eliminação da alteração do período experimental de seis meses.
O país precisa de jovens qualificados e com salários dignos que consigam fazer face ao aumento das rendas, da água, da luz, da alimentação, que lhes permita o acesso ao lazer e à cultura.
A situação económica e social, com que os jovens estão confrontados, está a levar a que muitos tenham que emigrar à procura de estabilidade na vida, que lhes permita fazer planos e sonhar com um amanhã melhor.

Privacidade

Está em... Home Emprego Jovens trabalhadores saem à rua