Acto Público pela Paz: Não à Guerra, Não às Sanções e Bloqueios!

A União dos Sindicatos de Lisboa- CGTP-IN em conjunto com o Conselho Português para a Paz e cooperação (CPPC), realizam no dia 14 de Abril pelas 18 horas no Martim Moniz, um acto público pela paz.

A paz é uma urgência do presente e uma exigência de futuro. A cada escalada de tensão, a cada prolongamento dos bloqueios, a cada nova sanção, a cada novo bombardeamento, cresce a importância da afirmação da defesa da paz.

Estes actos públicos pela paz, que se realizam a 14 e 15 de Abril, apelam ao fim da guerra, das sanções e dos bloqueios. Os valores da Paz, da solidariedade e da cooperação entre os povos é condição indispensável para o progresso, para a conquista de direitos, e para a criação de emprego e o desenvolvimento indissociável do progresso social e da melhoria das condições de vida e de trabalho.

Os desenvolvimentos no plano internacional não deixam margem para dúvidas: a pandemia não suspendeu as agressões, as sanções e os bloqueios; muito pelo contrário, apenas intensificou as suas criminosas consequências, nomeadamente no plano da saúde. Agravando a situação dos trabalhadores e dos povos, promovendo o aumento da exploração com o ataque aos direitos e soberania dos povos.

Este acto de solidariedade, exige ainda que Portugal, no quadro das relações internacionais desenvolva uma política de paz, amizade e cooperação, em consonância e no respeito da constituição da República Portuguesa.

O Governo português deve realizar uma política que pugne pela solução pacífica dos conflitos internacionais, a não ingerência nos assuntos internos dos outros Estados, a cooperação com os outros povos, a paz e o desarmamento, a soberania e independência nacional – e não uma política determinada pelos interesses hegemónicos dos EUA, da NATO e da UE.

PELA PAZ TODOS NÃO SOMOS DEMAIS!

Privacidade

Está em... Home Solidariedade Acto Público pela Paz: Não à Guerra, Não às Sanções e Bloqueios!