Pingo Doce Paga Subsídios Após Denúncia do Sindicato

O Pingo Doce/Jerónimo Martins vai pagar em Março o valor em falta do subsídio de Natal de 2020 aos cerca de 2 mil trabalhadores que estiveram em assistência aos filhos por causa do encerramento das escolas e jardins de infância.

O CESP denunciou esta situação à empresa no dia 10 de Março.

Estes trabalhadores, na sua maioria mulheres, estiveram em assistência aos filhos em virtude do encerramento das escolas e jardins de infância, no âmbito das medidas de combate à epidemia.

O CESP sempre defendeu que compete às empresas pagar a totalidade do subsídio de Natal a estes trabalhadores.

O CESP salienta no comunicado... “que estes trabalhadores não podem ser penalizados em nenhum direito”.