A igualdade entre mulheres e homens no trabalho em Conferência Nacional

A Comissão para a Igualdade entre Mulheres e Homens - CIMH/CGTP-IN realizou no dia 2 de Junho, a 8.ª Conferência Nacional da CIMH sob o lema “Dignificar o trabalho- Defender a saúde- Avançar na igualdade “ 

A Conferência contou com a presença de 201 Delegados/as de todo o país e de diversos sectores profissionais, e participação de várias organizações convidadas: CITE (Comissão para a Igualdade no Trabalho e no Emprego), CIG (Comissão para a Cidadania e Igualdade de Género), ACT (Autoridade para as Condições de Trabalho) e OIT (Organização Internacional do Trabalho - Escritório de Lisboa), bem como do Movimento Democrático de Mulheres (MDM); Associação Portuguesas de Estudos de Mulheres (APEDM) e representantes dos grupos parlamentares do PCP,PEV, BE e PS. 

 

Nos documentos em debate estiveram temas como: a qualidade do emprego, o teletrabalho e a digitalização, a igualdade salarial, a conciliação, os direitos de maternidade e paternidade, a violência e o assédio laboral e serão ainda divulgados os dados mais recentes (relativos a 2020) sobre as doenças profissionais que mais afectam as mulheres trabalhadoras no nosso país. 

 

A igualdade tem tido avanços significativos na lei, mas o mundo do trabalho continua a não promover a igualdade e a ser gerador de desigualdades. Prova disso é que, só no distrito de Lisboa, as mulheres trabalhadoras ganham em média menos 17% que os homens (sendo que esta diferença ultrapassa os 20% em muitos sectores de actividade); perto de um quinto das mulheres trabalhadoras tem um contrato precário, são maioritárias no emprego a tempo parcial, quando estão disponíveis para trabalhar a tempo inteiro, são as principais vitimas da não efectivação dos direitos de maternidade paternidade.  

 

A par dos vários problemas existentes, a pandemia (onde tantas mulheres - da saúde, ao Comércio, ao sector da limpeza, entre outros - assumiram a linha da frente!) foi também momento para promoção de retrocessos e de acentuar de desigualdades. O teletrabalho e o cuidado dos filhos recaiu com particular incidência sobre as mulheres (e é sobre estas que procuram fazer incidir o retorno à casa num cenário de generalização do teletrabalho, que combatemos e vamos continuar a combater. 

 

Na Conferência foi eleita a nova Direção Nacional da CIMH para o mandato de 2021/2025 contou com dezenas de testemunhos, com a intervenção de abertura, da Coordenadora da Comissão para a Igualdade, Fátima Messias e com a intervenção de encerramento, da Secretária-Geral da CGTP-IN, Isabel Camarinha.

 

Privacidade

Está em... Home Eventos A igualdade entre mulheres e homens no trabalho em Conferência Nacional