OS TRABALHADORES DA VALORSUL ESTÃO EM GREVE!

valorsul1Hoje, 18 de Março, os trabalhadores da Valorsul estão em greve lutando contra os cortes e congelamentos salariais, impostos pelo Governo e aplicados pela Administração em moldes ainda mais gravosos do que os previstos na Lei do Orçamento do Estado. Tendo também como exigências a aplicação integral do acordo de empresa (AE) em vigor, a publicação do AE de 2010 e a negociação do AE e dos salários de 2011. Realiza-se também um plenário de trabalhadores da Valorsul, que se acontecerá na central de tratamento de resíduos sólidos, em S. João da Talha, Loures e que contará com a presença de Manuel Carvalho da Silva, Secretário-Geral da CTGP-IN.

Ler comunicado do SITE sobre a greve na Valorsul

É JÁ AMANHÃ A GRANDE MANIFESTAÇÃO NACIONAL DA CGTP-IN

19marco-1Dia de indignação e protesto: dos trabalhadores dos sectores público e privado; mulheres e homens; efectivos e precários; jovens e menos jovens; imigrantes; desempregados; reformados e pensionistas …
TODOS TEMOS RAZÕES PARA LÁ ESTAR!

A apresentação do PEC 4 confirma a falta de honestidade do Governo e a demonstração de que mais uma vez o governo prioriza, a estabilidade do sector financeiro em detrimento das várias camadas da população ao anunciar: o congelamento das pensões até 2013, mais cortes no subsídio de desemprego, o ataque às funções sociais do Estado e aos serviços públicos prestados pelas empresas do SEE, a liberalização dos preços da energia, a redução das verbas para as Autarquias Locais, o aumento do IVA.

BASTA!

Participa neste dia de indignação e protesto!
Pelas 15h00

Sector Privado – Saldanha
Sector da ADM. Publica – Amoreiras (R. Artilharia 1)

Ler documento de mobilização à manifestação em PDF

MAIS DE 75% DOS TRABALHADORES DA EMEL ENTRARAM EM GREVE!

greve_emelOs trabalhadores da EMEL vão estar em greve durante toda a semana (14 a 18) paralizando 2 horas diárias. Pelo acordo de Empresa, contra a repressão patronal. Ontem, no primeiro dia de uma semana de luta pelo Acordo de Empresa, pelas reivindicações constantes no caderno reivindicativo e contra a repressão patronal, a fiscalização adere em força! Mais de 75 % de adesão na fiscalização - uma grande demonstração de força e determinação na luta pelos seus direitos! Os trabalhadores dos parques, debaixo de uma grande repressão, também aderiram. Alguns parques não abriram nas primeiras horas da manhã, sendo esta adesão uma demonstração de grande coragem. À semelhança das últimas greves, a EMEL mantém o seu comportamento ilegal substituindo os trabalhadores grevistas.

Para saber mais sobre esta luta clicar aqui.

PLENÁRIO NACIONAL DE PROFESSORES REÚNE MILHARES NO CAMPO PEQUENO

profs_campo_pequenoNo passado sábado, viveu-se um ambiente de determinação no grande plenário do Campo Pequeno, em mais um protesto nacional dos professores portugueses. Após as intervenções dos dirigentes sindicais e da aprovação da moção "Defender o emprego, o salário, as carreiras e os direitos; exigir estabilidade e respeito; ir à luta por mudanças profundas e positivas", os participantes dirigiram-se ao Ministério da Educação. Às 18h30, o desfile ainda não tinha terminado. A delegação sindical recebida na 5 de Outubro entregou a moção e os resultados da avaliação ao Ministério ("Insuficiente")  feita pelos professores presentes no plenário do Campo Pequeno.

Ver Galeria de fotos

 

 

Mais... PLENÁRIO NACIONAL DE PROFESSORES REÚNE MILHARES NO CAMPO PEQUENO

CENTENAS DE ACTIVISTAS DAS ORT´S EM LUTA!

FECTRANSRealizou-se uma acção organizada por múltiplos sindicatos do sector dos transportes e comunincações, que contou com centenas de activistas das ort´s na defesa da contratação colectiva, contra o  roubo nos salários e contra a privatização das empresas públicas. Na sua intervenção, Amável Alves, coordenador da FECTRANS, sublinhou as várias lutas marcadas no sector dos transportes na semana de 21 a 25 de Março e a importância da Manifestação de 19 de Março.

ACÇÃO DE DENÚNCIA E COMBATE DA PRECARIEDADE - 3 MARÇO PELAS 17H NA RUA DO CARMO

Interjovem_banca1No seguimento da luta contra a precariedade, a Interjovem/USL desenvolveu em articulação com os Sindicatos uma acção de combate e denuncia da precariedade e de apelo à sindicalização e que serviu ainda de mobilização para a Manifestação Nacional do 19 de Março e para a Manifestação de Jovens Trabalhadores dia 1 de Abril.

Neste seguimento, e na continuação da luta contra a praga social que é a precariedade, a Interjovem/USL vai realizar uma acção de denuncia e combate da precariedade no próximo dia 3 de Março (Quinta-feira) na Rua do Carmo, pelas 17H.

TARJETA MANIFESTAÇÃO 19 MARÇO

cartaz_19_marco

INDIGNAÇÃO E PROTESTO – POR UMA MUDANÇA DE POLÍTICAS

Este é o sentimento que hoje atravessa os milhares de trabalhadores, desempregados e reformados, homens, mulheres e jovens. Todos têm fortes razões para no próximo dia 19 Março sair à rua exigindo a mudança de políticas.

Este Governo elegeu os trabalhadores como o seu principal inimigo, basta verificar todas as medidas já aplicadas (através dos sucessivos PEC’s) e aquelas que se encontram na concertação social.

TARJETA

ACÇÃO DE DENUNCIA E COMBATE À PRECARIEDADE

inter_usl_accao_cmaA Interjovem/USL desenvolve até dia 3 de Março uma acção de sindicalização, denuncia e combate da precariedade e mobilização para a manifestação de dia 19 de Março e para a Manifestação Nacional da Juventude Trabalhador de dia 1 de Abril.

Nas acções já realizadas, tanto no call-center de seguros do grupo caixa, como no edifício do Campo Grande da CML a aceitação foi grande, com o interesse de dezenas de jovens que durante a acção se interessavam em saber mais sobre o sindicato e na resposta a problemas concretos.

As acções da Interjovem/USL vão continuar na próxima semana, culminando numa acção dia 3 no Lg. do Carmo pelas 17H30, onde a juventude irá denunciar a Precariedade, como entrave ao seu futuro.

TRABALHADORES DAS OGFE E MM EM LUTA CONTRA A EXTINÇÃO DE ESTABELECIMENTOS FABRIS DO EXÉRCITO

accao_steffas_23022011A acção de luta, dos trabalhadores da OGFE - Oficinas Gerais de Fardamento e Equipamento e da MM - Manutenção Militar, realizada junto do Ministério da Defesa Nacional no dia 23 de Fevereiro e que reuniu uma centena trabalhadores contra a anunciada extinção destes dois Estabelecimentos Fabris do Exército. No culminar desta acção, foi entregue uma moção pelo STEFFAs, ao mesmo ministério.

Ler Moção

Está em... Home Acção Reivindicativa