100 ANOS DA REVOLUÇÃO DE OUTUBRO

  • Imprimir

A União dos Sindicatos de Lisboa/CGTP-IN decidiu associar-se às comemorações do Centenário da Revolução de Outubro (1917-2017).

Assinalar esta data histórica, é um acto de denúncia da natureza exploradora, agressiva e predadora do capitalismo e de afirmação da necessidade e possibilidade da sua superação revolucionária. É afirmar o papel determinante da classe operária e dos trabalhadores, da sua unidade organização e luta enquanto forças determinantes da resistência à ofensiva do grande capital e da transformação da sociedade.

Assim, realizou-se, no passado dia 3 de novembro, um debate na Casa do Alentejo que, para além da presença de mais de uma centena de dirigentes, delegados e ativistas sindicais, contou com as intervenções de Maria da Piedade Morgadinho, resistente anti-fascista, de Libério Domingues, Coordenador da USL/CGTP-IN e ainda de Arménio Carlos, Secretário-geral da CGTP-IN.

Leia aqui o discurso do Coordenador da USL/CGTP-IN, Libério Domingues