O TEMPO DE LUTA É AGORA!

  • Imprimir

A Federação dos Sindicatos dos Trabalhadores da Administração Pública promoveu no dia 12 de Outubro uma Vigília, entre as 16h00 e as 22h00, junto do Ministério da Saúde, para exigir a criação da carreira de Técnico Auxiliar de Saúde.

Os trabalhadores assistentes operacionais e administrativos da saúde são os trabalhadores que se encontram nas secretarias, nos guichet de atendimento, no atendimento telefónico, que nos dão as refeições, que nos ajudam nos cuidados de higiene, que nos acompanham quando somos transferidos de um serviço para outro, nas várias unidades de saúde do SNS. São também os trabalhadores mais mal pagos no SNS, que muitas vezes são obrigados a seguir turnos, a fazerem horas extraordinárias, porque não há pessoal, a trabalhar Sábados e Domingos, são eles que muitas vezes fazem a ponte entre o utente e os outros profissionais de saúde, um trabalho muito pouco valorizado para quem tem que ter alguma formação e lidam diariamente com pessoas que estão mais vulneráveis.

 

Em 2010, foi criada a profissão de Técnico Auxiliar de Saúde com o alegado objectivo de dar resposta e melhorar o nível académico dos ex-auxiliares de acção médica e a respectiva qualificação profissional. Sete anos após a criação desta profissão, nada foi feito para concretizar a sua implementação na administração pública, apesar de o curso já estar a ser ministrado em escolas públicas, centros e escolas de ensino profissional e privado, e no próprio IEFP e os seus estágios realizados em serviços públicos e enquadrados pelos assistentes operacionais.

A Federação exige a transição direta para a carreira de Técnico Auxiliar de Saúde, atendendo à vasta experiência profissional destes trabalhadores. A luta vai continuar e é já no dia 27 de Outubro na greve dos trabalhadores da Administração Pública.