TRABALHADORES DA AUCHAN EM LUTA POR DIREITOS E AUMENTOS SALARIAIS

  • Imprimir

TRABALHADORES DA AUCHAN EM LUTA POR DIREITOS E AUMENTOS SALARIAISForam muitos os motivos que levaram a centenas de trabalhadores de todo o país, a protestar junto à sede do Grupo Auchan (Jumbo e Pão de Açúcar), durante a manhã de hoje. Convocados pelo seu sindicato, o CESP, face ao desprezo que a empresa revela para com quem mantém a empresa em funcionamento. O “aumento salarial” proposto pela empresa não é para todos e ronda os 0,20€/dia, o que é escandaloso face ao nível de vida dos seus trabalhadores e aos lucros que são apresentados pela empresa. Também a falta de equidade e discriminação salarial entre trabalhadores causa um sentimento de injustiça.

TRABALHADORES DA AUCHAN EM LUTA POR DIREITOS E AUMENTOS SALARIAISOs horários são completamente desregulados, impossibilitando a conciliação entre o trabalho e vida pessoal, em clara violação do Contrato Colectivo de Trabalho. Este é um problema já reconhecido pela empresa, mas que nada tem feito para o resolver. A acrescentar a estas situações, está ainda por resolver a reposição do salário dos trabalhadores do Jumbo de Almada, a quem descontaram ilegalmente 2 horas diárias a quem fez as 8 horas durante o mês de Dezembro. Este comportamento é inaceitável por parte da Auchan e a resposta dos trabalhadores só pode ser a de lutar pelos seus direitos e exigir que empresa os trate com a dignidade que merecem. TRABALHADORES DA AUCHAN EM LUTA POR DIREITOS E AUMENTOS SALARIAIS Esta concentração frente à sede da empresa contou com a solidariedade de Arménio Carlos, Secretário-geral da CGTP-IN.