Página Inicial - União dos Sindicatos de Lisboa - CGTP-IN http://www.uniaolisboa-cgtp.pt/component/content/?view=featured Fri, 15 Dec 2017 08:31:15 +0000 Joomla! - Open Source Content Management pt-pt AMANHÃ[15.12] INICIAM-SE AS NEGOCIAÇÕES DA RECOMPOSIÇÃO DE CARREIRAS DOS PROFESSORES http://www.uniaolisboa-cgtp.pt/accao-reivindicativa/1622-amanha-15-12-iniciam-se-as-negociacoes-da-recomposicao-de-carreiras-dos-professores http://www.uniaolisboa-cgtp.pt/accao-reivindicativa/1622-amanha-15-12-iniciam-se-as-negociacoes-da-recomposicao-de-carreiras-dos-professores

 

 

Conforme previsto na Declaração de Compromisso assinada, em 18 de novembro, entre o governo e as organizações sindicais de docentes, realizar-se-á na próxima sexta-feira, dia 15, pelas 10 horas, a primeira reunião do processo negocial relativo à designada recomposição da carreira.

Recorda-se que esta recomposição compreende três componentes: reposicionamento dos docentes que, tendo entrado na carreira durante o período de congelamento, ficaram retidos no 1.º escalão; descongelamento das progressões, que se realizará nos termos definidos para o conjunto da Administração Pública; recuperação do tempo de serviço perdido pelos professores ao longo de 9 anos, 4 meses e 2 dias de atividade desenvolvida.

 Esta primeira reunião, de acordo com a convocatória recebida pela FENPROF, terá lugar nas instalações da Direção-Geral da Educação, sitas na Avenida 24 de Julho, n.º 140, em Lisboa, nela participando todas as organizações que subscreveram a Declaração de Compromisso. Ainda de acordo com a convocatória recebida, a reunião destinar-se-á à apresentação dos dados relativos aos diferentes aspetos em análise no âmbito do modelo a negociar e à fixação do calendário negocial.

Fonte: FENPROF

]]>
paulaalexandra@uniaolisboa-cgtp.pt (Paula Pereira) Destaque Acção reivindicativa Temas Thu, 14 Dec 2017 15:15:16 +0000
DEBATE SINDICAL SOBRE PROSTITUIÇÃO http://www.uniaolisboa-cgtp.pt/33-temas/igualdade/1621-debate-sindical-sobre-prostituicao http://www.uniaolisboa-cgtp.pt/33-temas/igualdade/1621-debate-sindical-sobre-prostituicao

No dia 6 de Dezembro, o Conselho Nacional da CGTP-IN e a Direcção da Comissão para a Igualdade entre Mulheres e Homens (CIMH), realizou um debate sobre a prostituição, num quadro de forte movimentação por parte de algumas organizações, que defendem que a prostituição deve ser considerada uma profissão, a legalização do proxenetismo e a sua transformação em actividade empresarial.

A CGTP-IN e a sua CIMH desde há muito tempo que  assumem uma posição clara e fundamentada acerca da prostituição, considerando uma forma de violência e de exploração, em especial em relação à mulher.

Este debate contou com a participação e intervenção da Associação o Ninho, do Movimento Democrático de Mulheres e da Plataforma Portuguesa para os direitos das Mulheres.

Leia aqui o documento de apoio ao debate - Perspectivas de reflexão

]]>
paulaalexandra@uniaolisboa-cgtp.pt (Paula Pereira) Destaque Igualdade Temas Wed, 13 Dec 2017 10:30:49 +0000
COMEÇA HOJE [11.12] UMA SEMANA DE GREVE NA PETROGAL http://www.uniaolisboa-cgtp.pt/accao-reivindicativa/1620-comeca-hoje-11-12-uma-semana-de-greve-na-petrogal http://www.uniaolisboa-cgtp.pt/accao-reivindicativa/1620-comeca-hoje-11-12-uma-semana-de-greve-na-petrogal

A partir das 22 horas de hoje e até às 6 horas de dia 18, os trabalhadores da Petrogal (Grupo Galp Energia) estão em greve, em defesa da sua contratação colectiva e dos seus regimes de reforma e de saúde e exigindo que pare a brutal ofensiva da administração contra o Acordo de Empresa. Mas o protesto é também dirigido ao Ministério do Trabalho, que continua a favorecer o lado patronal.

A LUTA NÃO MARCA PASSO!

Num comunicado aos trabalhadores, a Fiequimetal refere que o Ministério do Trabalho continua a não cumprir o compromisso, assumido pelo próprio ministro, de reagendamento da reunião tripartida, para dar continuidade à negociação das justas e legítimas reivindicações dos trabalhadores.

Depois de ter desmarcado uma reunião que esteve agendada para 19 de Junho, e apesar da insistência da Fiequimetal e do Sicop, o Ministério continua a fazer ouvidos de mercador, em clara subserviência aos ditames da administração. Mesmo depois de nova insistência para o efeito, feita no dia 9 de Novembro por uma delegação de representantes dos trabalhadores que se deslocou ao Ministério, este continua a marcar passo e a não honrar os compromissos assumidos.

Já quando se trata de subscrever as posições patronais, o mesmo Ministério está sempre disponível, de caneta em punho, para assinar despachos anti-greve.

A greve, entre 10 e 18 de Dezembro, foi decidida nos plenários realizados no dia 14 de Novembro, na refinaria de Sines, no dia 15, na refinaria do Porto, e no dia 16, na sede da empresa, em Lisboa.

]]>
paulaalexandra@uniaolisboa-cgtp.pt (Paula Pereira) Destaque Acção reivindicativa Temas Mon, 11 Dec 2017 16:13:17 +0000
GREVE NA THYSSENKRUPP SAI À RUA http://www.uniaolisboa-cgtp.pt/accao-reivindicativa/1618-greve-na-thyssenkrupp-sai-a-rua http://www.uniaolisboa-cgtp.pt/accao-reivindicativa/1618-greve-na-thyssenkrupp-sai-a-rua

Os trabalhadores da ThyssenKrupp Elevadores estiveram em greve por 24 horas, no passado dia 7 de Dezembro, com saída à rua, onde realizaram várias concentrações em Lisboa, Porto, Setúbal, Castelo Branco e Funchal.

A luta, organizada pela Comissão Intersindical da Fiequimetal na empresa, visa exigir garantia do emprego e aumentos salariais e contestar a degradação do Serviço Thyssen Maise o recurso ilegal ao localizador de viaturas.

O anunciado encerramento de um estabelecimento suscita preocupações quanto aos postos de trabalho nos serviços centrais da multinacional alemã em Massamá.

Com efeitos rectroactivos a Janeiro de 2017, é exigido um aumento do salário-base num mínimo de 30 euros.

Não houve qualquer acordo na negociação salarial para 2017 e também não foi acordada a reaproximação dos salários (para acabar com situações de discriminação em todas as categorias). Mas no final do exercício a ThyssenKrupp Elevadores apresenta mais de oito milhões de euros de lucros.

Os sindicatos - SIESISITE Centro-NorteSITE Norte e SITE Centro-Sul e Regiões Autónomas - acusam a direcção da empresa de ter uma postura de má fé nas negociações, uma vez que nunca apresentou uma contra proposta para celebrar um acordo.

A Comissão Negociadora Sindical apresentou em Novembro de 2016 o Caderno Reivindicativo para 2017, formalizou uma revisão da proposta em Fevereiro de 2017 e prontificou-se para reunir dez vezes até Novembro de 2017.

]]>
paulaalexandra@uniaolisboa-cgtp.pt (Paula Pereira) Destaque Acção reivindicativa Temas Mon, 11 Dec 2017 10:50:26 +0000
PLENÁRIO/CONCENTRAÇÃO NACIONAL - Dirigentes e Delegados Sindicais do Sector da Educação http://www.uniaolisboa-cgtp.pt/accao-reivindicativa/1617-plenario-concentracao-nacional-dirigentes-e-delegados-sindicais-do-sector-da-educacao http://www.uniaolisboa-cgtp.pt/accao-reivindicativa/1617-plenario-concentracao-nacional-dirigentes-e-delegados-sindicais-do-sector-da-educacao

 

Leia aqui a Nota à Comunicação Social

 

RESOLUÇÃO APROVADA EM PLENÁRIO PELOS TRABALHADORES

]]>
paulaalexandra@uniaolisboa-cgtp.pt (Paula Pereira) Destaque Acção reivindicativa Temas Tue, 05 Dec 2017 12:21:45 +0000
TRABALHADORES DO HOSPITAL DA CRUZ VERMELHA PORTUGUESA REAFIRMAM GREVE TOTAL PARA OS DIAS 4 E 5 DE DEZEMBRO! http://www.uniaolisboa-cgtp.pt/accao-reivindicativa/1616-trabalhadores-do-hospital-da-cruz-vermelha-portuguesa-reafirmam-greve-total-para-os-dias-4-e-5-de-dezembro http://www.uniaolisboa-cgtp.pt/accao-reivindicativa/1616-trabalhadores-do-hospital-da-cruz-vermelha-portuguesa-reafirmam-greve-total-para-os-dias-4-e-5-de-dezembro

 

 RESOLUÇÃO APROVADA PELOS TRABALHADORES

Os trabalhadores do Hospital da Cruz Vermelha Portuguesa (HVCP), no Plenário realizado em 27 de Novembro reafirmaram a sua determinação de manterem a Greve Geral decretada para os próximos dias 4 e 5 de Dezembro, na defesa do Acordo de Empresa (AE) e pela integração de todos os colegas subcontratados, no mesmo.

Os trabalhadores já estiveram em Greve no passado dia 8 de Junho e voltam de novo à luta, face ao impasse demonstrado pela Administração do HCVP, que apresentou a Denúncia do AE em Nov/2015 (numa base equiparada ao Código do Trabalho) e que ao longo do processo negocial iniciado em Fev/2016, após mais de 1 ano e 22 reuniões, não apresentou qualquer evolução.

Leia aqui a nota à comunicação social

]]>
paulaalexandra@uniaolisboa-cgtp.pt (Paula Pereira) Destaque Acção reivindicativa Temas Mon, 04 Dec 2017 12:58:41 +0000
FERROVIÁRIOS ALCANÇAM VITÓRIA http://www.uniaolisboa-cgtp.pt/accao-reivindicativa/1615-ferroviarios-alcancam-vitoria http://www.uniaolisboa-cgtp.pt/accao-reivindicativa/1615-ferroviarios-alcancam-vitoria


Em unidade na acção os trabalhadores conseguiram

UMA IMPORTANTE VITÓRIA

 

A União dos Sindicatos de Lisboa, associa-se ao SNTSF/FECTRANS e saúda todos os ferroviários pela sua determinação na luta contra a nova regulamentação ferroviária, luta que foi determinante para a obtenção de um acordo na reunião no Ministério do Planeamento e das Infraestruturas.

 Comunicado do SNTSF/FECTRANS

]]>
paulaalexandra@uniaolisboa-cgtp.pt (Paula Pereira) Destaque Acção reivindicativa Temas Mon, 04 Dec 2017 12:42:37 +0000
Dia Internacional de Solidariedade com o Povo Palestiniano (29.11) http://www.uniaolisboa-cgtp.pt/solidariedade/1614-dia-internacional-de-solidariedade-com-o-povo-palestiniano-29-11 http://www.uniaolisboa-cgtp.pt/solidariedade/1614-dia-internacional-de-solidariedade-com-o-povo-palestiniano-29-11

COMUNICADO DO CONSELHO PORTUGUÊS PARA A PAZ E COOPERAÇÃO

Assinalou-se no passado dia 29 de Novembro, o Dia Internacional de Solidariedade com o Povo Palestiniano, designado pela ONU.

Esta data assinala a aprovação, há exactamente 70 anos, pela Assembleia-Geral das Nações Unidas, da Resolução 181, que preconizou a divisão da Palestina em dois estados, um árabe e um judeu, sendo que o primeiro seria constituído em 44 % do território e o segundo em 55%; Jerusalém e Belém permaneceriam zonas internacionais.

Sete décadas depois, só o Estado de Israel existe, mantendo a ilegal ocupação de território pela força das armas, com o apoio das potências ocidentais. Quanto ao povo palestiniano, resiste para permanecer na sua terra sob a mais violenta opressão. A ilegal ocupação de territórios da Palestina por parte de Israel é responsável por incontáveis crimes e pela tentativa de, por todos os meios, apagar o sentimento nacional palestiniano.

Neste último propósito o sionismo falhou por completo. O povo palestiniano demonstrou uma heróica firmeza na defesa da sua pátria, apesar de muitos palestinianos terem há muito sido expulsos das suas terras. O sonho de um Estado palestiniano independente e viável vive na resistência e luta diária do seu povo.

O Conselho Português para a Paz e Cooperação (CPPC) reafirma a sua solidariedade ao povo palestiniano e a sua determinação em prosseguir a sua acção de denúncia e condenação da ocupação sionista e dos seus crimes e pela exigência do respeito dos inalienáveis direitos do povo palestiniano e com o Comité Palestiniano para a Paz e Solidariedade, e lembra todos os que em Israel lutam por uma solução justa para a questão palestiniana, saudando em particular o Comité de Paz e Solidariedade de Israel.

]]>
paulaalexandra@uniaolisboa-cgtp.pt (Paula Pereira) Destaque Solidariedade Temas Mon, 04 Dec 2017 11:32:51 +0000
UMA HORA DE GREVE PARA PARAR A PRECARIEDADE! http://www.uniaolisboa-cgtp.pt/accao-reivindicativa/1613-uma-hora-de-greve-para-parar-a-precariedade http://www.uniaolisboa-cgtp.pt/accao-reivindicativa/1613-uma-hora-de-greve-para-parar-a-precariedade

No âmbito da Campanha Nacional Contra a Precariedade - Pelo Emprego com Direitos, o Sindicato de Cerâmica e Construção do Sul, realiza:

DIA 30 de NOVEMBRO (5ª feira) - das 07h30 às 08h30 

CONCENTRAÇÃO  (à porta da empresa)

RAUSCHERT PORTUGUESA, SA

(S. Domingos de Rana)

 Os objectivos desta greve são:

 EXIGIR:

  • A passagem a efectivos de todos os trabalhadores com vínculo precário que ocupam postos de trabalho permanentes.
  • O combate à externalização de serviços e sub-contratação de trabalhadores, com garantia de contratação directa para postos de trabalho que respondam a necessidades permanentes da empresa.

 

]]>
paulaalexandra@uniaolisboa-cgtp.pt (Paula Pereira) Destaque Acção reivindicativa Temas Tue, 28 Nov 2017 16:30:17 +0000
TRANSFERÊNCIA DA SEDE DO INFARMED http://www.uniaolisboa-cgtp.pt/accao-reivindicativa/1609-transferencia-da-sede-do-infarmed http://www.uniaolisboa-cgtp.pt/accao-reivindicativa/1609-transferencia-da-sede-do-infarmed

 

TRANSFERÊNCIA DA SEDE DO INFARMED NADA TEM A VER COM A DESCENTRALIZAÇÃO OU

DESCONCENTRAÇÃO DE SERVIÇOS DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA

 A Federação Nacional dos Sindicatos dos Trabalhadores em Funções Públicas e Sociais, surpreendida perante a decisão do Governo de transferir, em 2019, a sede do INFARMED,IP, para o Porto, considera o seguinte:

1. Para a missão, competências e atribuições deste Instituto, não se perspectivam quaisquer vantagens pela transferência pretendida. Ao invés, este processo de mudança, só trará perturbações ao normal funcionamento do INFARMED,IP que se prolongarão no tempo.

2. O anúncio agora feito pelo Ministro da Saúde, nos termos em que o fez e sem qualquer processo de consulta ou negociação prévia, designadamente, com as estruturas representativas dos trabalhadores do INFARMED, IP, provocou no imediato um clima de insegurança quanto ao futuro, em quem ali trabalha, o que naturalmente terá reflexos no seu desempenho.

3. Este processo de transferência da sede do INFARMED, IP, para o Porto, não pode ser confundido com descentralização ou desconcentração de serviços da Administração Pública, mas tão só como uma mera alteração da localização dos serviços presentemente sediados em Lisboa.

4. E muito menos, com qualquer plano de deslocalização de serviços da Administração Pública para as zonas do País mais desfavorecidas, essas sim, carecidas de investimento e serviços públicos, bem como de emprego qualificado.

]]>
paulaalexandra@uniaolisboa-cgtp.pt (Paula Pereira) Destaque Acção reivindicativa Temas Mon, 27 Nov 2017 12:18:50 +0000
DIA INTERNACIONAL PARA A ELIMINAÇÃO DA VIOLÊNCIA CONTRA AS MULHERES http://www.uniaolisboa-cgtp.pt/33-temas/igualdade/1608-dia-internacional-para-a-eliminacao-da-violencia-contra-as-mulheres http://www.uniaolisboa-cgtp.pt/33-temas/igualdade/1608-dia-internacional-para-a-eliminacao-da-violencia-contra-as-mulheres

No próximo dia 17 de Dezembro assinalar-se-ão 18 anos da Resolução 54/134, instrumento com o qual a Assembleia Geral das Nações Unidas designou o dia 25 de Novembro (dia em que no ano de 1960, as três irmãs Mirabal, activistas políticas na República Dominicana foram assassinadas pelo regime ditatorial de Rafael Trujillo) como o “Dia Internacional para a Eliminação da Violência contra as Mulheres”.

 No nosso país, assistimos hoje a várias tentativas de naturalização de expressões da violência contra as mulheres, no trabalho e na vida, seja através:

  •  Da manutenção do elevado nível de desemprego e de novos riscos de perda de postos de trabalho para centenas de mulheres, bem como de existência prolongada de situações de salários em atraso, de precariedade elevada (em especial, das jovens trabalhadoras) e de pobreza laboral, dado que cada vez mais se empobrece a trabalhar (são as mulheres que auferem maioritariamente o salário mínimo nacional e baixas pensões de reforma); 
  • Da continuidade das discriminações salariais e desvalorização das actividades profissionais e das qualificações das mulheres; - Da pressão, intimidação e de diversas formas de assédio no trabalho, bem como da persistência de doenças profissionais que afectam maioritariamente as mulheres;
  • De acórdãos impregnados de preconceitos e estereótipos que tendem a reduzir a mulher a um papel subalterno com desvalorização do drama da violência doméstica (que já vitimou dezenas de mulheres em Portugal neste ano de 2017); 
  • Das tentativas de legitimar a exploração, violência e mercantilização do corpo da mulher, através da legalização ou regulamentação do negócio da prostituição.
]]>
paulaalexandra@uniaolisboa-cgtp.pt (Paula Pereira) Destaque Igualdade Temas Mon, 27 Nov 2017 11:30:37 +0000
CTT, GOVERNO E ANACOM COM RESPONSABILIDADE NA DEGRADAÇÃO DO SERVIÇO POSTAL http://www.uniaolisboa-cgtp.pt/accao-reivindicativa/1607-ctt-governo-e-anacom-com-responsabilidade-na-degradacao-do-servico-postal http://www.uniaolisboa-cgtp.pt/accao-reivindicativa/1607-ctt-governo-e-anacom-com-responsabilidade-na-degradacao-do-servico-postal


É através da comunicação social que Sindicatos, trabalhadores e populações têm conhecimento da real situação dos CTT. É lamentável que uma gestão paga “a peso de ouro” tenha levado os CTT-Correios de Portugal à degradação de um dos melhores serviços públicos do país.

Leia aqui o comunicado SNTCT/CTT

]]>
natacha@uniaolisboa-cgtp.pt (Natacha Amaro) Destaque Acção reivindicativa Temas Wed, 22 Nov 2017 10:47:00 +0000
MAIS DE 60 MIL TRABALHADORES LUTAM PELA VALORIZAÇÃO DO TRABALHO! http://www.uniaolisboa-cgtp.pt/accao-desportiva/1606-mais-de-60-mil-trabalhadores-lutam-pela-valorizacao-do-trabalho http://www.uniaolisboa-cgtp.pt/accao-desportiva/1606-mais-de-60-mil-trabalhadores-lutam-pela-valorizacao-do-trabalho

 

 No dia 18 de  Novembro, mais de 60.000 trabalhadores participaram na manifestação convocada pela CGTP-IN pela valorização do trabalho e dos trabalhadores.

É preciso uma reposição mais consistente de rendimentos e direitos e a implementação de medidas que rompam com décadas de política de direita. Se a reposição de direitos e salários é de elementar justiça e contribui para o crescimento económico, então há que prosseguir e alargar esse caminho, exigindo um aumento maior dos salários.

Vamos alargar e intensificar a acção e a luta reivindicativa nos locais de trabalho, empresas e serviços, porque a luta vale a pena, como a vida prova todos os dias.

Tomemos nas nossas mãos o nosso futuro, com a força dos trabalhadores, mobilizados na sua organização de classe, com a confiança que a história nos ensina e a determinação dada pela justeza dos nossos objectivos, unidos, esclarecidos e mobilizados - Vamos à luta!

Intervenção central

Resolução aprovada

]]>
natacha@uniaolisboa-cgtp.pt (Natacha Amaro) Destaque Acção Desportiva Temas Mon, 20 Nov 2017 16:22:13 +0000
TEMPO DE ANTENA DA CGTP-IN - MANIFESTAÇÃO NACIONAL, SÁBADO, DIA 18 DE NOVEMBRO! http://www.uniaolisboa-cgtp.pt/accao-reivindicativa/1605-tempo-de-antena-da-cgtp-in-manifestacao-nacional-sabado-dia-18-de-novembro http://www.uniaolisboa-cgtp.pt/accao-reivindicativa/1605-tempo-de-antena-da-cgtp-in-manifestacao-nacional-sabado-dia-18-de-novembro

Tempo de Antena da CGTP-IN. 18 de Novembro - Manifestação Nacional em Lisboa às 15 horas do Marquês de Pombal aos Restauradores.

É preciso afirmar e exercer direitos.

É preciso valorizar o trabalho e os trabalhadores.

Recuperámos alguns direitos, rendimentos e salários. Melhorámos pensões, reformas e apoios sociais. Mas avançámos pouco.

Foram progressos tímidos face ao que é necessário e possível.

Persistem as consequências da política de agravamento da exploração e empobrecimento resultantes da acção do Governo PSD / CDS/PP.

De uma vez por todas, é preciso romper com a política de direita do passado. Não podemos continuar reféns das imposições da União Europeia, dos constrangimentos do euro, e do peso da dívida.

É preciso recuperar salários, direitos e a dignidade de quem trabalha.

Veja aqui o tempo de antena da CGTP-IN

]]>
natacha@uniaolisboa-cgtp.pt (Natacha Amaro) Destaque Acção reivindicativa Temas Fri, 17 Nov 2017 12:37:17 +0000
LOCAIS DE CONCENTRAÇÃO E ORDEM DO DESFILE http://www.uniaolisboa-cgtp.pt/accao-reivindicativa/1604-locais-de-concentracao-e-ordem-do-desfile http://www.uniaolisboa-cgtp.pt/accao-reivindicativa/1604-locais-de-concentracao-e-ordem-do-desfile

 

                          LOCAIS DE CONCENTRAÇÃO E ORDEM DO DESFILE:

 

 

]]>
natacha@uniaolisboa-cgtp.pt (Natacha Amaro) Destaque Acção reivindicativa Temas Fri, 17 Nov 2017 11:33:48 +0000
MILHARES DE PROFESSORES EM LUTA! http://www.uniaolisboa-cgtp.pt/accao-reivindicativa/1603-milhares-de-professores-em-luta http://www.uniaolisboa-cgtp.pt/accao-reivindicativa/1603-milhares-de-professores-em-luta

 Milhares de professores marcaram presença no dia 15 de Novembro, frente à Assembleia da Republica, exigindo ao Ministério que  não  “apagasse” 9 anos e 4 meses  da contagem do tempo de serviço, para efeitos de progressão na carreira.

A luta dos professores e educadores, muito particularmente a boa greve e esta excelente concentração forçou o governo a reconhecer a justeza da luta e, consequentemente, a abertura do processo de negociações.

]]>
natacha@uniaolisboa-cgtp.pt (Natacha Amaro) Destaque Acção reivindicativa Temas Thu, 16 Nov 2017 11:53:12 +0000
POSIÇÃO DA CGTP SOBRE ORÇAMENTO DE ESTADO, PARA 2018 http://www.uniaolisboa-cgtp.pt/accao-reivindicativa/1602-posicao-da-cgtp-sobre-orcamento-de-estado-para-2018 http://www.uniaolisboa-cgtp.pt/accao-reivindicativa/1602-posicao-da-cgtp-sobre-orcamento-de-estado-para-2018

Orçamento de Estado para 2018: Uma oportunidade a não perder para afirmar a mudança necessária!

A discussão na especialidade da Proposta de Orçamento do Estado para 2018 (OE2018) constitui uma oportunidade para dar centralidade a políticas que priorizem a resposta aos problemas dos trabalhadores, das populações e do país.

A CGTP-IN valoriza algumas das medidas anunciadas que, embora limitadas, só são possíveis devido à actual correlação de forças na Assembleia da República e à luta dos trabalhadores.

No entanto, o OE2018 tem necessariamente de ir muito mais longe no que concerne à melhoria dos salários, das progressões e carreiras profissionais na Administração Pública, bem como ao nível da política fiscal, das pensões e protecção social, dos serviços públicos e das funções sociais do Estado, nomeadamente no Serviço Nacional de Saúde, Escola Pública, Justiça e Poder Local Democrático.

]]>
natacha@uniaolisboa-cgtp.pt (Natacha Amaro) Destaque Acção reivindicativa Temas Tue, 14 Nov 2017 12:18:10 +0000
ORGANIZAÇÕES REPRESENTANTIVAS DOS TRABALHADORES DO METRO DE LISBOA, EXIGEM MAIS UMA VEZ MEDIDAS PARA SOLUCIONAR PROBLEMAS http://www.uniaolisboa-cgtp.pt/accao-reivindicativa/1601-organizacoes-representantivas-dos-trabalhadores-do-metro-de-lisboa-exigem-mais-uma-vez-medidas-para-solucionar-problemas http://www.uniaolisboa-cgtp.pt/accao-reivindicativa/1601-organizacoes-representantivas-dos-trabalhadores-do-metro-de-lisboa-exigem-mais-uma-vez-medidas-para-solucionar-problemas

Quatro organizações de trabalhadores do Metropolitano de Lisboa – STRUP/FECTRAS; STTM; SINDEM e SITRA, endereçaram uma carta ao Presidente da República Portuguesa, 1º Ministro do Governo de Portugal, Ministro do Ambiente, Ministro das Finanças, Presidente da Câmara de Lisboa, Presidente da Câmara de Loures, Presidente da Câmara de Odivelas, Presidente da Câmara de Amadora, onde, novamente, alertam para o estado de degradação no serviço prestado pelo Metro de Lisboa e identificando as causas.

]]>
natacha@uniaolisboa-cgtp.pt (Natacha Amaro) Destaque Acção reivindicativa Temas Tue, 14 Nov 2017 11:49:44 +0000